fbpx
Motivação

A Dieta Perfeita

Todas as pessoas que conheço que tiveram ou têm distúrbios alimentares, passaram por dietas, inclusive aquelas milagrosas. Quem não se lembra da dieta dos cetônicos?

Seja a dieta que for, existe um problema grave com elas todas: Quando você sai da dieta, engorda tudo de novo. 100% das vezes que você desafiar sua dieta, vai retornar ao peso anterior, ou pior, essa sanfona vai ficar ainda maior.

O que muita gente faz com a dieta é usá-la como analgésico. Quando você tem dor de cabeça, toma o analgésico e a dor some. A pergunta que não é feita é a seguinte: Por que sinto dor de cabeça?

Além da dieta, vemos exercícios, remédios para emagrecimento e um monte de informações. Quem tem problemas com peso quer resolver isso de forma imediata. As fórmulas mágicas são várias e normalmente prometem mudança em dias, e isso pode acontecer, de fato.

No entanto, tem uma confusão sobre de onde vem a obesidade. Em uma família aonde pai ou mãe são obesos é recorrente que a avaliação do aumento de peso seja hereditária ou genética. Embora o consumo em excesso possa ser aprendido, a causa do aumento de peso poderia ter sido a cultura familiar.

Já outros preferem uma explicação menos científica e mais superficial. Aumento de peso é falta de vergonha na cara, basta fechar a boca e fazer exercícios. Nada mais longe da verdade.

Nesse momento você pode pensar em diversos casos de pessoas que emagreceram fazendo regimes e foram para a academia. Algumas poucas pessoas que permanecem magras, mas é aí que precisamos entender algumas coisas. Entender por que fazemos o que fazemos.

Quando alguém deseja fazer algo diferente tem uma dificuldade natural. Nosso cérebro cria uma forma de agir, ele cria esquemas. Toda vez que uma situação aparece, ele procura um esquema e aplica a mesma solução que já usou antes.

Isso significa que se um indivíduo, na infância, recebeu o reforço dos pais que toda a vez que se sente só, tem medo ou ansiedade, devia comer, isso vai ser usado em sua vida adulta. Uau, fácil! Só mudar então. Isso é tão superficial quanto dizer que aumento de peso é falta de vergonha.

Mudar um esquema cerebral é trabalho árduo, realizado pelo indivíduo e seu terapeuta, que pode durar anos, dependendo do método. Isso sim é trabalhar na causa, na origem, e uma vez modificado, dificilmente se retoma o antigo comportamento.

As pessoas que conseguem eliminar peso e combater vícios estavam em desequilíbrio, e de alguma forma equilibraram suas emoções ou as canalizaram para outro comportamento, ou as represaram.

O fato é que precisa de uma ação na causa para mudar o efeito. Mudança comportamental para que o esquema possa ser refeito. Um novo esquema para obter um novo comportamento: essa é a chave.

O que tenho observado em meus clientes é que ao sugerir mudanças nos hábitos que levam a comer sem fome ou beber sem prazer, tudo muda. E quando isso acontece, a necessidade de saber aonde quer ir aumentou. Uma necessidade de saber mais sobre si e sobre como viver sua vida.

A maioria da população não percebe seus vícios ou distúrbios pelo pensamento destrutivo. Mas sabe o que eu descobri? Eu descobri que quando conseguem ver a vida sem o vício, passam a pensar em sua missão de vida, uma nova forma de continuar sem precisar de muletas e desculpas para os fracassos.

E se você está lendo isso agora é porque pode querer ou conhece alguém que deseja mudar sua atitude em relação à vida, e essa mudança pode ser uma mudança de atitude em nutrição.

Uma mudança de esquema cerebral precisa muito da vontade do indivíduo e uma ajuda de um bom profissional, mas é fundamentada na vontade do indivíduo. Sozinho é possível, mas é um processo que, sem o devido apoio e suporte, tende a retornar ao estado inicial.

É claro que deve ter uma alimentação saudável baseada em boas escolhas e não com foco apenas em tirar da sua rotina um alimento ou grupo específico de alimentos. Lembre-se que as vacas engordam comendo grama, mas muita grama. Se elas soubessem que não precisam de tanto alimento, talvez nunca engordassem.

O exercício é um ponto nevrálgico porque quase ninguém gosta de exercício, mas até isso tem jeito. Você pode não gostar de academia, puxar ferro, mas pode gostar de uma caminhada, praticar um esporte ou até mesmo andar de bicicleta. Há uma propaganda da mídia de que só serve academia e corrida, mas você é livre para fazer algo que goste.

O floco de neve nunca se sente responsável por causar a avalanche. Tome a vida em suas mãos e entenda que microdecisões de hoje causam a ruína ou a abundância de amanhã.

E lembre-se: O limite é você quem faz!

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
1
Precisa de ajuda?
Olá!
Como se sente hoje?